Peixe / marisco

Natação de tamboril e marisco


Iodada e deliciosa, essa receita de banho de tamboril com marisco é um deleite.

Ingredientes para 4 pessoas:

  • 2 filetes de tamboril (200 g cada)
  • 500 g de mexilhões
  • 500 g de amêijoas
  • 500 g de amêijoas
  • 100 g pervincas
  • 2 dentes de alho
  • 1 cebola
  • 6 ramos de salsinha
  • 4 tomates
  • 30g de manteiga
  • 15 cl de vinho branco
  • Sal grosso, sal, pimenta

Natação de tamboril e marisco

Uma receita simples e particularmente bem iodada que aquece depois de uma bela pescaria em família!

- Descasque, lave e pique a cebola e o alho (degermado).

- Lave, retire as folhas e pique a salsa.

- Corte a pele dos tomates em cruz. Mergulhe-os em água fervente por alguns segundos até que a pele se rompa. Resfrie-os em água gelada, descasque e semeie. Corte-os em pedaços.

- Raspe os mexilhões. Lave-os com as outras conchas.

- Cozinhe as caramujos por 5 minutos em água fervente com pimenta.

- Despeje uma grande quantidade de água em um forno holandês, coloque os mexilhões, amêijoas e amêijoas. Cozinhe em fogo alto até que as conchas se abram. Retire-os da caçarola e descasque metade deles. Filtre os sucos da cozedura obtidos em passador fino e reserve.

- Corte os filetes de tamboril ao meio, no sentido do comprimento. Enrole-os e segure-os juntos com um prego de madeira. Cozinhe-os no vapor por 5 minutos.

- Numa caçarola derreta a manteiga, doure a cebola picada e o alho. Adicione os tomates e a salsa. Misture, regue com o vinho e o sumo de marisco filtrado. Deixe ferver por 5 minutos. Adicione o marisco e o tamboril. Temporada. Reaqueça e sirva imediatamente!

B.A.ba do Chef

- Para servir com batatas ou arroz ao vapor.

- Você pode adicionar camarão, búzios, lulas ...

- Não deite fora o caldo da cozedura dos moluscos que serve para iodar todo o prato.

Do lado da adega, vinho para acompanhar o tamboril

O carácter tomate do molho é a principal dificuldade de contornar neste prato para um emparelhamento bem sucedido, reduzindo as possibilidades de emparelhamento, na sua maioria, aos brancos com baixo teor de ácido e com grande maturidade aromática e aos rosés.

Podemos então pensar no vinho branco de Cassis produzido perto de Marselha e o companheiro ideal de Bouillabaisse, cujas notas de anis destacam os aromas iodados, ou, no mesmo estilo, uma Clairette du Languedoc.

Da mesma forma, um rosé da Provença tem a redondeza e a maturidade para compensar o tomate em benefício das características marítimas.

Para quem aprecia mais vivacidade, os rosés podem permitir-se uma dimensão ácida mais marcada, desde que sejam escolhidos com um carácter frutado maduro, como se pode verificar nas boas safras de Sancerre e Menetou-Salon.

Sr. Chassin

Receita: T. Debéthune, Foto: C. Herlédan


Vídeo: Cataplana de peixe e marisco a algarvia.. By Marioflecha (Agosto 2021).